Por dentro da Reactable: entrevista com o engenheiro e o músico da equipe

Primeiro os instrumentos musicais exigiam perícia física, coordenação. Com os computadores, fazer música passou a depender de teclado, mouse e programas de mixagem e remixagem. O Reactable alia esses dois lados: explora o lado conceitual do fazer música - entender o que está fazendo é mais importante do que dominar o aspecto psico-motor - mas traz isso para um ambiente físico, onde objetos são manuseados. (Outros textos sobre o assunto aqui.)

Assistir a performance com o Reactable foi a experiência tecnológica mais impactante que eu vivi em muitos anos. Este vídeo completa o anterior - linkado acima, gravado com a Reactable sendo operada. Agora, os dois representantes do projeto explicam de onde surgiu a idéia, falam sobre a aparente simplicidade de operá-lo, sobre o uso de software livre e o por quê deles não liberarem o programa simulador, que facilitaria demais a utilização e a experimentação com o conceito da Reactable.

Por dentro da Reactable from juliano spyer on Vimeo.




Comments

sensacional juliano. Estive no evento mas n acompanhei a abertura. O vídeo explica tudo que eu n entendia sobre o Reactable. Agradeço o compartilhamento.

oi claudia, estou ncompartilhando porque fiquei realmente impressionado com esse projeto. legal voce ter aproveitado. é um prazer dividir as coisas que a gente gosta... depois que terminei a edição e subi o arquivo na web, me liguei que deveria ter colocado um pouco das imagens do reactable sendo usado. acho que ficaria muuuuuito melhor. existe o outro link, que está no mesmo posto, mas mesmo assim eu fiquei triste. enfim, quem estiver interessado mesmo, vai correr atrás. valeu pelo comentário.

Hmmmm, sei não. Fazer música conceitual me lembra muito do trabalho que a Björk faz atualmente (ela mesma uma usuária do Reactable). É um tipo de som feito somente para os entusiastas, mesmo. E claro, nada comercial. Prefiro a Björk dos tempos do Sugarcubes ou no começo da carreira-solo.

Oi, Juliano. Uma pena você não ter ido ao NewsCamp neste sábado. Foi muito legal. Cheguei a pensar que a Ceila fosse te convencer de alguma maneira a mudar sua programação naquele dia para dar uma conferida lá, quando te encontramos no shopping. :-)

Em abril deve rolar mais outro. Ainda estamos discutindo isso.

Post new comment

The content of this field is kept private and will not be shown publicly.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Allowed HTML tags: <a> <em> <strong> <cite> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Lines and paragraphs break automatically.

More information about formatting options