Conexão Obama: o presidente americano já não depende da imprensa (nem do governo) para falar com as pessoas

O Barack ("The Man") Obama acaba de me escrever!... OK, é uma mensagem enviada a milhares de pessoas, todos os que se inscreveram para receber as newsletters dele durante a campanha, mas aproveito a oportunidade para compartilhar a mensagem - abaixo - e chamar a atenção para alguns aspectos dela. (Continue lendo.)

1) Esse é o presidente dos EUA mandando uma mensagem direta para os cidadãos do país, passando ao largo de toda a imprensa, prestando contas ao país sobre uma decisão importante. Mais do que isso, ele está diretamente influenciando a opinião pública a apoiar a indicação da filha de portorriquenhos Sonia Sotomayor para juiza da Suprema Corte do país. Caso seja aprovada, será a primeira vez que uma pessoa de origem latino-americana ocupará esse posto e o email de Obama aumenta a pressão sobre o Senado para que o nome seja aceito.

2) Detalhe técnico: a mensagem vem com o link para um video sobre o assunto, que está no YouTube, mas embedado na página pessoal de Obama - não é o site da Casa Branca nem outro ambiente oficial.

3) Assistindo o video, note que ele não é gravado em estúdio. Obama está sentado em um sofá que pode ser na Casa Branca como em qualquer outro lugar, tem a moldura de um quadro aparecendo no fundo, ou seja, esse tipo de participação provavelmente não consumiu tempo (precioso) para execução, o que quer dizer que ele pode ser realizado com frequencia.

4) Ele termina a mensagem convidando as pessoas para debaterem o assunto, ou seja, ao invés de a) não querer ouvir ou b) deixar cada um discutir em seus espaços, ele convida quem quiser a falar sobre isso no mesmo ambiente, permitindo não só o monitoramento da temperatura do debate e de como o público está recebendo a notícia, como chama esse debate para um espaço administrado pela equipe dele onde, por exemplo, só ele pode mandar mensagens para todos os participantes.

5) Como bem notou o Hélio Miranda - veja comentário abaixo - essa postura de Obama se torna um padrão, uma referência, que passa a ser desejada em outros países. Neste post dentro do site do jornal britânico The Guardian isso fica claro. O autor fala que Obama está começando a disponibilizar dados do governo em formatos amigáveis para a internet, e completa, na mesma frase: "se pelo menos o governo inglês fizesse o mesmo".

Estamos nos aproximando da eleição presidencial de 2010 e não pude deixar de imaginar como seria ser tratado dessa forma, ou seja, ter um canal de interlocução com o representante máximo do meu país. Gostaria que ele pudesse me explicar porque tomou uma determinada decisão e gostaria, quando for do meu interesse, ser convidado para discutir o assunto com outros cidadãos.

Agora, a mensagem:

juliano —

I am proud to announce my nominee for the next Justice of the United States Supreme Court: Judge Sonia Sotomayor.

This decision affects us all — and so it must involve us all. I’ve recorded a special message to personally introduce Judge Sotomayor and explain why I’m so confident she will make an excellent Justice.

Please watch the video, and then pass this note on to friends and family to include them in this historic moment.

Judge Sotomayor has lived the America Dream. Born and raised in a South Bronx housing project, she distinguished herself in academia and then as a hard-charging New York District Attorney.

Judge Sotomayor has gone on to earn bipartisan acclaim as one of America’s finest legal minds. As a Supreme Court Justice, she would bring more federal judicial experience to the Supreme Court than any Justice in 100 years. Judge Sotomayor would show fidelity to our Constitution and draw on a common-sense understanding of how the law affects our day-to-day lives.

A nomination for a lifetime appointment to the highest court in the land is one of the most important decisions a President can make. And the discussions that follow will be among the most important we have as a nation. You can begin the conversation today by watching this special message and then passing it on:

http://my.barackobama.com/SupremeCourt

Thank you,

President Barack Obama